Conhecer para Preservar — A importância dos oceanos para o suporte à vida.

 

Texto: Lara Vidon

Com extensa área costeira, o Brasil possui diversos ecossistemas como estuários, praias, sistemas lagunares, manguezais, ilhas, recifes de corais... E esses ambientes abrigam uma rica variedade de espécies da fauna e flora, fazendo com que o País tenha a maior biodiversidade do planeta.

Um dos maiores desafios atualmente é conseguir o equilíbrio entre o desenvolvimento e a preservação ambiental já que fatores como a pesca predatória, destruição de habitats, poluição, turismo desordenado, exploração de recursos naturais, dentre outros, têm causado grande perda da biodiversidade. O problema é que muitas dessas espécies são endêmicas, ou seja, só ocorrem aqui, e algumas encontram-se ameaçadas de extinção.

O esporte tem desempenhado um papel importante na promoção de atitudes sustentáveis e na luta pela preservação do ambiente. Existem diversas modalidades praticadas nos mares e a adesão é cada vez maior. Este crescimento se dá pela união de atividade física com lazer e o contato com a natureza, melhorando a qualidade de vida dos praticantes. Através dessa vivência diária, os esportistas sentem-se motivados pela beleza da natureza e com isso buscam por ambientes saudáveis. Essa maior integração melhora sua relação com o meio.

A prática ao ar livre permite conhecer lugares inóspitos e a conviver com animais como tartaruga, peixes e golfinhos – muitos deles ameaçados de extinção. E leva a perceber e entender o movimento das marés – como funciona toda essa integração, que para muitos passava despercebida.

A partir desta interação, a compreensão de sua responsabilidade com o planeta gera ações como a busca por soluções menos impactantes no dia a dia, como a escolha por combustíveis biodegradáveis, alternativas de matérias (por exemplo, para confecções de medalhas em campeonatos) ou de um filtro solar que agrida menos os seres marinhos, mutirões de limpeza de praias para coleta de lixo, etc.

Essa mobilização chama atenção da mídia, da sociedade e das autoridades e pode se tornar uma grande iniciativa na criação de ações de políticas públicas para melhoria e cuidado dos locais.

A conscientização e a sensibilização fazem parte de quem age em prol do equilíbrio com a natureza e cada dia ganha mais adeptos a esta filosofia. Entender que fazemos parte de tudo isso é um grande passo na direção certa.

* * *

 

Lara Vidon é bióloga.

 

 
 
 

 

Manda um Alô!
×